Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 27, 2011

Quando o jornalista foi chamado para depor, se ele quisesse, nem teria ido.

ENTREVISTA » WILSON DAMÁZIO “Ninguém colocou a cabeça dele num balde” Publicado em 04.03.2011, Jornal do Commercio Horas antes do afastamento dos dois corregedores, o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, em entrevista ao repórter Carlos Eduardo Santos, defendeu a forma como a sindicância estava sendo conduzida. JC – Qual a sua avaliação sobre a forma como a corregedoria está conduzindo a sindicância em relação às denúncias sobre o Corpo de Bombeiros? WILSON DAMÁZIO – As pessoas têm que entender como funciona a parte funcional de um processo administrativo, de um inquérito policial e de um processo criminal. Há formalidades. O jornalista foi ouvido porque foi autor da matéria. A gente faz as perguntas, ele responde se quiser. A gente apresenta a fotografia para saber se foi esse ou aquele. São várias apurações dentro dessa primeira sindicância. Essa sindicância é investigativa. Dela podem derivar vários outros procedimentos. Porque o militar não é uma pessoa comum, um do

OAB e GAJOP procuram ONU

Comunicado será enviado à relatoria da ONU Publicado em 04.03.2011, Jornal do Commercio Entidades de defesa dos Direitos Humanos e de classe vão encaminhar à Relatoria de Liberdade de Expressão da Organização das Nações Unidas (ONU) comunicação relatando o constrangimento contra o repórter especial do JC João Valadares, intimado pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social a revelar fontes de uma série de reportagens publicada há um mês, sobre o sucateamento do Corpo de Bombeiros de Pernambuco. Ontem, representantes do Gabinete de Apoio Jurídico às Organizações Populares (Gajop), Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Sindicato dos Jornalistas participaram de ato coletivo de repúdio à medida adotada pelas autoridades correcionais da SDS. Representando o JC, o diretor de redação Ivanildo Sampaio compareceu à reunião e reiterou que o jornalista João Valadares foi constrangido a identificar as pessoas que teriam contribuído com o lev

O GOVERNADOR PUNE CORREGEDORES

» DENÚNCIA CONTRA BOMBEIROS Corregedores-auxiliares punidos por pressionar repórter do JC Publicado em 04.03.2011 Elias Siqueira e Frederico Malta perderam cargo um dia após a informação de que Corregedoria da SDS intimou e constrangeu jornalista a revelar fonte Um dia após o JC denunciar que a Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) intimou e constrangeu o repórter João Valadares a revelar as fontes que subsidiaram denúncias sobre o sucateamento do Corpo de Bombeiros de Pernambuco, o governador Eduardo Campos exonerou os dois coronéis responsáveis pelo procedimento. Em nota divulgada ontem à noite, a assessoria de comunicação do Palácio do Campo das Princesas informou que os corregedores-auxiliares Elias Augusto Siqueira de Souza e Frederico Sérgio Lacerda Malta perderam o cargo. A sindicância para apurar a falta de estrutura continua. Diz a nota: “Como responsável pela apuração das denúncias, o coronel Siqueira convocou o jornalista João Valadares, do Jornal

Se os coronéis assim entenderem...

CONTROLE CIVIL SOBRE OS MILITARES... ENTREVISTA » ZULMAR PIMENTEL E ELIAS SIQUEIRA “ É importante saber quem repassou os dados” Publicado em 03.03.2011, Jornal do Commercio O corregedor-geral da Secretaria de Defesa Social, Zulmar Pimentel (E), e o corregedor-auxiliar, Elias Siqueira (D), falaram na manhã de ontem sobre a sindicância que apura o vazamento de informação do Corpo de Bombeiros. Ambos asseguraram que o principal objetivo do procedimento é identificar irregularidades na corporação, mas acabaram admitindo que também querem descobrir quem divulgou os fatos para o JC. JC – O que esta sindicância está investigando? ELIAS SIQUEIRA – Está apurando tudo aquilo que foi divulgado em relação ao Corpo de Bombeiros, que é um órgão operativo nosso, e todas as irregularidades que foram colocadas para saber se elas são verídicas ou não. E evidentemente é importante a gente saber quem passou dados privilegiados para essa pessoa que divulgou fatos relacionados aos bombeiros de for

AUTORITARISMO EM PLENA (SEMI)DEMOCRACIA

» DENÚNCIAS CONTRA BOMBEIROS SDS pressiona por fonte do JC Publicado em 03.03.2011, Jornal do Commercio Corregedoria-Geral instaurou investigação oficial e intimou repórter para que ele revelasse informante. Preservação de fonte é prerrogativa constitucional Eduardo Machado eduardomaxado@gmail.com Desde o último dia 27 de janeiro, a principal comissão de sindicância militar da Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social dedica seu tempo a uma caça às bruxas. Após uma série de denúncias do Jornal do Commercio sobre a falta de equipamentos no Corpo de Bombeiros, uma investigação oficial foi instaurada com o objetivo de identificar a pessoa que repassou informações ao JC. Formalmente, a apuração visa “diante de reportagens de jornal e televisão tentando descredibilizar as instituições públicas, aprofundar diligências para materializar conduta de transgressão disciplinar ou não”. Na segunda-feira passada, o repórter João Valadares foi intimado a depor na Corregedoria e inst

ESTUDO MOSTRA QUE OS HOMICÍDIOS CRESCERAM EM QUATRO DAS CINCO REGIÕES BRASILEIRAS

Esta foi a chamada da matéria que saiu na Revista Veja desta semana - assinada pela jornalista Laura Diniz. Foi sobre o MAPA DA VIOLÊNCIA DE 2011, organizado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz. Minha tese de doutorado sobre Homicídios no Brasil, defendida no ano passado (março de 2010) e que foi aprovada com distinção por unanimidade pela banca examinadora - que tinha entre seus membros o professor Glaucio Soares -, mostrou o crescimento dos homicídios nas regiões brasileiras a exceção do Sudeste e com destaque para o Nordeste. Outra tese que a jornalista coloca na matéria é a questão da migração do crime. A mesma me entrevistou por telefone na última sexta-feira, dia 25.02, contudo não citou meu nome, preferindo especialistas do sudeste. Única tese em Ciência Politica que tratou dos homicídios, não teve o mesmo tratamento da imprensa "vejista". É lamentável!!