Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 8, 2011

UM CONGRESSO NO ARMÁRIO

13 de maio de 2011 0h 00 Fernando Gabeira - O Estado de S.Paulo Pensando nos 60 mil casais gays no Brasil e nos milhares de outros que se formarão, o reconhecimento de seus direitos pelo Supremo Tribunal Federal é motivo de alegria. No entanto, da perspectiva de quem lutou pelo tema no Congresso Nacional, é desapontador ver o tema ser decidido em outra esfera de poder. Não é uma decepção calcada apenas na superposição de um tribunal a uma assembleia de representantes eleitos pelo voto popular. Ela se alimenta também da certeza de que a maioria dos parlamentares brasileiros pensa como os ministros que julgaram o tema, mas não houve coragem para agendar a matéria e votá-la dentro dos ritos democráticos. A primeira e mais simples explicação é esta: os deputados não querem criar problemas com as religiões. Mas, se avançamos um pouco na análise, vamos constatar que a resposta é incompleta. Um tema que também desagrada às religiões, a legalização do bingo, não tem a mesma dificuldade de

DUAS VISÕES DISTINTAS SOBRE A MORTE DE BIN LADEN

folha de s. paulo 7 de maio 2011 Foi correta a operação norte-americana para matar Osama bin Laden? SIM Havia base legal e moral para matá-lo JORGE ZAVERUCHA No dia 11 de setembro de 2001, a organização Al Qaeda perpetrou uma série de ataques em solo norte-americano. Desde então, os EUA estão em contínua guerra de legítima defesa contra essa organização. A Al Qaeda continuou a atingir novos alvos americanos, afora as ações que foram desmanteladas pelas forças de segurança dos EUA. Nada mais apropriado, à luz do Direito internacional, que os EUA possam atacar seu inimigo sem pedir licença a ele. Afinal, Osama bin Laden estava abertamente planejando novos ataqu es contra al vos civis e militares. Alijá-lo da disputa era uma questão de salvar vidas inocentes -e não apenas norte-americanas. Nas Torres Gêmeas, em Nova York, faleceram pessoas de várias nacionalidades, bem como nos atentados em Madri, em 11 de março de 2004, e no metrô de Londres, em 7 de julho de 2005. Localizado