Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 22, 2017

CAMPINA GRANDE E A VIOLÊNCIA HOMICIDA

Desigualdade social e de renda, pobreza e a violência homicida em Campina Grande, Paraíba: analisando os indicadores socioeconômicos e seu impacto na violência José Maria P. da Nóbrega Júnior [1] A violência é um mal que atinge as populações latino-americanas de forma mais enfática. Nos últimos quinze anos, países como Honduras, Venezuela, El Salvador, Guatemala, México e Brasil viram os seus indicadores de homicídios, no mínimo, dobrarem. O Brasil é destaque na região concentrando 12% dos homicídios do globo. A região nordeste do Brasil, desde 2006, apresenta o maior número absoluto de assassinatos com taxas bem acima do tolerável. Nessa região, a Paraíba apresenta crescimento linear e contínuo nos últimos anos quando alcançou o seu pico, em 2011, com 1.640 óbitos por agressão no Estado. Campina Grande, uma de suas principais cidades em termos populacionais e socioeconômicos, é destaque entre os mais de 220 municípios paraibanos. Hoje, a sua taxa de homicídios supera os 40 po