Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 19, 2010

Feliz Natal!

Esperamos que todos tenham uma noite feliz! Paz só existe com equilíbrio social, econômico e político. De toda a forma, desejamos a todos saúde e esperança em dias melhores.

Qual o papel das Forças Armadas?

» RIO DE JANEIRO Exército assume comando da segurança no Alemão Publicado em 24.12.2010 Por acordo firmado ontem pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o governador Sérgio Cabral, os militares assumem o controle da Força de Pacificação na área, que contará com 1.937 homens RIO – O Exército assumiu oficialmente ontem o comando das operações e da ocupação no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), assinaram o acordo que formalizou o emprego da Força de Pacificação na comunidade e também no Complexo da Penha e nos bairros do entorno. Serão 1.937 homens, entre os quais 1.667 do Exército, 240 policiais militares e 30 policiais civis. A equipe usará dez veículos blindados e três helicópteros. Considerado o quartel-general das quadrilhas de traficantes de drogas do Rio, o Alemão foi ocupado no fim de novembro. Até a implantação de uma nova Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), prevista para o segundo se

As difíceis relações civis-militares na América Latina

» ARGENTINA Ex-ditador é condenado à prisão perpétua Publicado em 23.12.2010 Jorge Videla, de 85 anos, que governou de 1976 a 1981, vai passar o resto da vida na cadeia condenado pelo assassinato de 31 presos políticos   BUENOS AIRES – O ex-ditador argentino Jorge Rafael Videla, que comandou o golpe de Estado de 1976 e foi o principal mentor da estratégia de aniquilamento de opositores do regime militar, foi condenado ontem à prisão perpétua, por responsabilidade no assassinato de 31 presos políticos detidos na prisão de San Martín, na província de Córdona, entre abril e outubro de 1976. Videla governou até 1981. Foi a primeira vez que um tribunal argentino condenou Videla após a anulação das Leis de Obediência Devida e Ponto Final, as chamadas leis de anistia, medida defendida pelo governo do casal Kirchner e aprovada pelo Congresso, em 2005, quando o presidente era Néstor Kirchner, morto em 7 de outubro. O ex-ditador, de 85 anos, e outros membros da junta militar foram julgad

Violência Ilegal

"Um exército não deve ser usado contra seu próprio povo. Os princípios da justiça nacional permitem uma força policial para manter a ordem interna e um judiciário e outras instituições para sustentar o estado de direito" (John Rawls, O Direito dos Povos ). » COMPLEXO DO ALEMÃO ONGs denunciam abusos policiais em ocupação Publicado em 22.12.2010, Jornal do Commercio Relatório aponta casos de injúria, invasão de domicílio, extorsão, intimidação, cárcere privado, ameaça de morte e tortura durante as operações da polícia na Vila Cruzeiro e Complexo do Alemão RIO – Um relatório denunciando abusos cometidos por policiais nas operações de ocupação do Complexo do Alemão e da Vila Cruzeiro, na Zona Norte do Rio, no fim de novembro, será encaminhado à Organização das Nações Unidos (ONU) e à Organização dos Estados Americanos (OEA). Elaborado por um coletivo de ONGs, entre as quais a Justiça Global, o documento aponta casos de injúria, invasão de domicílio, extorsão, intimidação, cá

A maior parte das armas nas mãos dos criminosos é de baixo calibre e foi fabricada no Brasil

» PESQUISA Quase 50% das armas no Brasil estão ilegais Publicado em 21.12.2010, Jornal do Commercio Estudo divulgado ontem pelo Ministério da Justiça revela que existem cerca de 16 milhões de armas no País, das quais 47,6% estão com bandidos ou civis sem porte. A maioria delas é de produção nacional BRASÍLIA – Existem hoje cerca de 16 milhões de armas em circulação no Brasil, das quais 47,6% estão na ilegalidade, o que corresponde a 7,6 milhões de unidades em poder de civis sem porte e de bandidos. Com 34,3 mil homicídios ao ano, o País é campeão mundial em números absolutos de mortes por armas de fogo. Os dados fazem parte do Mapa do Tráfico Ilícito de Armas no Brasil, divulgado ontem pelo Ministério da Justiça, como ponto de partida para a retomada da campanha nacional pelo desarmamento, a ser mantida no futuro governo. “A posse de armas não socorre o cidadão, só gera mais violência”, afirmou o ministro Luiz Paulo Barreto. O estudo, produzido pela ONG Viva Rio em parceria com a