Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 12, 2012

Democracia e Insegurança na América Latina

Por José Maria Nóbrega Jr. – Coordenador do Núcleo de Estudos da  Violência da UFCG Recentemente estive participando do 8º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, em Gramado, linda cidade do Rio Grande do Sul. Fiquei abismado com a quase total falta de interesse dos cientistas políticos sobre a questão da segurança pública e da criminalidade como área da Ciência Política. Não obstante a conferência de abertura, ministrada pelo competente professor alemão Wolfgang Merkel (Universidade Humboldt/Berlim) – “Is there a crisis of democracy in Europe? How do the economic crisis and other social trends impact on the "European Model of Democracy”, tratar da qualidade das democracias na Europa em comparação aos países da América Latina. Muitos dos gráficos apresentados na sua exposição, boa parte retirada do Latinobarômetro ( http://www.latinobarometro.org ), mostraram a preocupação dos latino-americanos sobre a insegurança encontrada na região. Dito isto, e aproveita

1a Reunião do NEVU - Núcleo de Estudos da Violência da UFCG

Prezados. Devido a indecisão e impasse gerado pela greve, não tenho mais como adiar os trabalhos do NEVU (Núcleo de Estudos da Violência da UFCG). Sem mais delongas, venho marcar nossa reunião para o próximo dia 23 de agosto, quinta-feira, às 14h na sala da coordenação de pesquisas do CDSA. Pauta da reunião: 1. Apresentação do NEVU (propostas, projetos, iniciação científica e extensão); 2. Tarefas para os participantes; 3. Discussão com a literatura contemporânea de criminologia/segurança pública; 4. Palestra dia 29 de agosto: quarta-feira, 14h no auditório do CDSA "Homicídios no Nordeste" - Livro; 5. Apresentação oral do PIBIC 11-12 "A Gestão da Segurança Pública nos Municípios Paraibanos" - 05.09.12 - Dalyana Ribeiro; 6. Dificuldade com o Lattes e necessidade de cadastramento e constante atualização dos dados; 7. Encaminhamentos. Divulguem aos interessados, o grupo ainda não foi fechado. Cordialmente, -- José Maria Nóbrega Jr. Coorde

Economia e violência crescem juntas no NE

ESPECIALISTAS INDICAM QUE A GERAÇÃO DE EMPREGOS E O AUMENTO DO PODER AQUISITIVO DO NORDESTINO “SEDUZ” O CRIME, RECHAÇANDO A TESE DE QUE O NÚMERO DE HOMICÍDIOS, POR EXEMPLO, ESTÁ DIRETAMENTE LIGADO À DESIGUALDADE SOCIAL 12 de Agosto de 2012 às 13:16 Leonardo Lucena_PE247 –  Nordeste: região que mais cresce economicamente no Brasil, com alta geração de empregos e o consequente aumento do poder aquisitivo. Pensando por esse lado, tem-se motivos de sobra para comemorar. Mas, numa relação diretamente proporcional ao crescimento econômico, os indicadores de homicídios também são os mais altos do país. Isso é um ensejo para uma reflexão sobre as causas que concretizam tal realidade em meio às teses que creditam a violência à pobreza e à desigualdade social. Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e autor do livro Homicídios no Nordeste: dinâmica, causa e desmistificações, José Maria Nóbrega Júnior explica que não há relação de causa/consequ