Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 23, 2009

2/3 dos assassinatos do Nordeste se concentram na Bahia, em Pernambuco e em Alagoas

Gráfico: Mortes por Agressão 1996 a 2007 – Pernambuco, Alagoas e Bahia Fonte: SIM/DATASUS (2009) Por José Maria Nóbrega Segundo os dados do SIM/DATASUS de 2007 ocorreram na região Nordeste 15.432 mortes por agressão (o mesmo que homicídios). Houve um incremento percentual de 33,3% entre 2004 (com 11.581) e 2007. A região vem apresentando o maior impacto nas mortes desse tipo no país. E, desses homicídios, 2/3 estão em três dos nove estados do Nordeste: Bahia, Pernambuco e Alagoas. A Bahia vem apresentando um nível de crescimento nunca dantes visto em sua série histórica. Desde 2000, com períodos de queda constante entre 1997 e 1999 que a antecedeu, a dinâmica dos assassinatos vem tendo impacto positivo constante. Uma tragédia anunciada! De 1999, com 913 homicídios, até 2007, com 3.628, o impacto percentual nos números absolutos foi impressionante: quase 300% de crescimento! A Bahia vem aparecendo constantemente no noticiário nacional, o que raramente acontecia, com conflitos

Os homicídios continuam crescendo no Nordeste e em Pernambuco

José Maria Nóbrega – cientista político, mestre e doutorando pela UFPE, pesquisador do NICC-UFPE Estão disponíveis os dados do DATASUS sobre o Subsistema de Informação de Mortalidade respectivo ao ano de 2007. Continuando a tendência, o Sudeste vem reduzindo os números absolutos de mortes por agressão enquanto o Nordeste mantém a tendência de crescimento. Os números absolutos em 2006 para a região Sudeste foram de 21.213, no ano de 2007 a queda foi de um pouco mais de 10% nos números absolutos resultando em menos 2.651 mortes por agressão, ou 18.562 assassinatos para uma região bem mais populosa que a região Nordeste. A tendência do Nordeste é positiva, em 2006 foram 14.412 assassinatos e um incremento de mais de mil assassinatos resultando numa cifra de 15.432 assassinatos em 2007, quase o mesmo número que São Paulo apresentava sozinho em 1999. Hoje este estado da região Sudeste apresenta números bem mais módicos, em 2007 com 6.261 homicídios e menos 1.916 mortes por agressão de 2

Um estado menos desigual, mas violento

Por José Maria Nóbrega Jr. – Professor e Pesquisador, cientista político, Mestre e Doutorando pela UFPE. A Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) lançou a 3ª edição da Pesquisa Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM). Este indicador compara os dados oficiais de 2000, 2005 e 2006 em três setores: emprego e renda, educação e saúde. São considerados, por exemplo, a geração de vagas de trabalho formal, a taxa de matrícula na educação infantil e o número de consultas pré-natal. Em Pernambuco o IFDM (que mede entre 0 e 1) foi de 0,6394 (quanto mais perto de um, melhor o desempenho do indicador). Dos 185 municípios de Pernambuco, 138 deles, ou o equivalente a 74,6%, apresentaram evolução nos indicadores mensurados na pesquisa da Firjan. No Nordeste, Pernambuco ficou atrás apenas de Sergipe, obtendo o 13º lugar a nível nacional (Moura e Braga, 2009: C4). Contudo, quando avaliamos a relação entre estes indicadores e o índex de homicídios, o resultado, para alguns mun

A semidemocracia será discutida em debate pela TV

Opinião Pernambuco, programa de alto nível da TV Universitária, terá pauta sobre a política nacional. No programa que vai ao ar nesta terça-feira, dia 25 de agosto, o professor e pesquisador político José Maria Nóbrega Jr. discutirá sobre seu livro "Semidemocracia brasileira: as instituições coercitivas e práticas sociais". Das 19h às 20h José Maria Nóbrega Jr., Aldo Vilela e Cristiano Ramos debaterão sobre as questões relevantes da política nacional e local, onde abrirão espaço para o debate em torno da democracia brasileira com o livro sobre a semidemocracia escrito por José Maria Nóbrega Jr.

O Doutorando José Maria Nóbrega lançará no próximo dia 24 de agosto o livro "Semidemocracia brasileira: as instituições coercitivas e práticas sociais

O Doutorando e Pesquisador do NICC-UFPE José Maria da Nóbrega lançará no dia 24 de agosto o livro "Semidemocracia brasileira: as instituições coercitivas e práticas sociais", pela Nossa Livraria Editora. A publicação é o resultado da sua dissertação de Mestrado em Ciência Política concluída em 2005. No evento será realizado o "ITV Falando com o Autor", em que o autor será entrevistado pelo Cientista Político e presidente seccional do ITV/PE André Regis. O lançamento ocorrerá a partir das 19 horas no Instituto Teotônio Vilela de Pernambuco, na Rua Viscondessa do Livramento, nº226, Derby. Disponível em: http://www.politica.ufpe.br/