Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 11, 2011

As instituições coercitivas e a qualidade da democracia brasileira

Por José Maria Nóbrega Jr. - professor do CDSA/UFCG, Doutor em Ciência Política pela UFPE A combinação de parco capital social com alta impunidade afeta o comportamento de delinquentes. Estes sabedores que ao cometerem um assassinato terão altas chances de não serem punidos, e se o for, podem escapar com facilidade dos presídios, não se sentem constrangidos pelas instituições coercitivas (polícias, ministérios públicos, judiciário e sistema carcerário/penitenciário). Além disso, este quadro institucional ajuda a estruturar estrategicamente o modo como eles formam suas crenças e opiniões sobre como outros delinquentes se comportarão. Por sua vez, dado que as instituições responsáveis pela punição do delito não funcionam e não tem credibilidade perante a sociedade, tais instituições não são procuradas, como deveriam, pela população. Daí surge um vazio institucional onde se abre um vasto campo para a formação de novas instituições, informais, que agem contribuindo ainda mais para o cre