Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 12, 2012

Distribuição de renda e sua relação com os homicídios no Nordeste

Por José Maria Nóbrega Jr. – Professor do CDSA/UFCG, Doutor em Ciência Política UFPE INTRODUÇÃO O Plano das Nações Unidas para a erradicação da pobreza tem na distribuição das riquezas um de seus focos principais. No Brasil, há preocupação dos governos nas três esferas da federação em implementar programas sociais e de estímulo ao trabalho que busquem diminuir as desigualdades sociais e de renda. O Programa Bolsa Família vem distribuindo renda nas mais diversas regiões do país com grande impacto na melhoria da vida das pessoas, principalmente daquelas que estão em situação crítica de pobreza (NÓBREGA JR e ZAVERUCHA, 2010). Neste espaço analiso qual a relação da melhoria da condição de vida das pessoas no Nordeste com o nível de violência na região. Para tal, utilizo variáveis socioeconômicas para mensurar esta relação. Economicamente o indicador de coeficiente de Gini da população economicamente ativa é uma importante variável socioeconômica que mede tanto a dimensão da desigualdade

Minicurso "Segurança Pública e Criminalidade"

Ministrado nos dias 6 e 13 de fevereiro, com carga horária de 8 horas, o Minicurso foi um sucesso! Imagens Segurança Pública e Criminalidade, temas importantes discutidos no âmbito do Proext de Direitos Humanos no CDSA/UFCG.

As Instituições Coercitivas e o Controle Social

José Wilas Pereira -  Graduando em Gestão Pública pela Universidade Federal de Campina Grande e, bolsista PIBIC. Aluno do Curso de Extensão em Gestão em Segurança Pública (CRDH/CDSA/UFCG). RESUMO A qualidade dos bens e serviços prestados pelo Estado a sociedade depende decisivamente da eficiência e eficácia das instituições estatais. Na área da segurança pública por sua vez, as políticas são de responsabilidade das instituições coercitivas, que estão incumbidas de manter a ordem pública através do estrito cumprimento da lei. Não obstante, a ineficiência institucional visualizada por meio dos altos níveis de criminalidade violenta existentes em algumas sociedades, prejudica a existência de um Estado Democrático de Direito, desaguando para uma Democracia defeituosa ou semidemocracia. Contudo o desempenho das instituições coercitivas aliado a um modelo de gestão que proporcione accountability institucional torna-se fator determinante para a qualidade da segurança pública e, por isso