Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 25, 2011

COLÔMBIA, atualização: mais civismo e menos violência

Retirado do blog ( http://conjunturacriminal.blogspot.com/2011/09/colombia-atualizacao-mais-civismo-e.html ) A violência na Colômbia tem uma história interessante no imaginário brasileiro. Parte da Inteligência brasileira descobriu que a Colômbia era um país violento a partir de notícias curtas na mídia sobre os cartéis e sobre a narco-guerrilha. As fontes eram impressionísticas, e as análises, pobres, não eram acadêmicas nem sérias. Uma percentagem menor dos brasileiros recebeu informações sobre a existência de progressos feitos pela Colômbia, particularmente em Bogotá e Medellín. Porém, o êxito de políticas públicas no Brasil, particularmente em São Paulo, depois em Minas e, mais recentemente, no Rio de Janeiro, assim como o fim do segundo mandato de Uribe, um alvo predileto da esquerda, reconduziram as notícias sobre a Colômbia ao ostracismo. Esquecemos a Colômbia e seus avanços. Não obstante, a experiência criminológica no espaço colombiano é rica e variada. Há muito mais a conh

Número de homicídios volta a crescer em São Paulo

26/09/2011 - 18h38 EVANDRO SPINELLI DE SÃO PAULO  (Folha.com) O número de homicídios voltou a crescer no Estado de São Paulo em agosto pelo terceiro mês consecutivo. A alta de 10,48% do número de assassinatos registrados no Estado foi puxada pelo crescimento da capital, que teve no mês passado 23,81% mais homicídios que o registrado no mesmo mês de 2010. Em agosto, foram 369 homicídios em todo o Estado, contra 334 de agosto de 2010. Na capital, foram 104 crimes contra 84 no mesmo mês do ano passado. Os dados oficiais da violência foram divulgados nesta segunda-feira pela SSP (Secretaria de Segurança Pública). Também houve alta em agosto dos crimes de furto (4,67%), roubo (9,23%), furto de veículos (4,12%) e roubo de veículos (20,79%), em relação ao mesmo mês do ano passado. CRIMINALIDADE Ao divulgar os dados, SSP comparou os casos de violência dos primeiros oito meses de 2011 com os do mesmo período de 2010. Nesta comparação, os números de homicídios e roubos diminuíram. Pelos