Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 11, 2016

República e Crime

José Maria Nóbrega Júnior Artigo publicado no Jornal do Commercio, Recife. 13/12/16  A engenharia criminosa no Brasil é muito complexa. Suas peças e mecanismos apontam para a impossibilidade de sucesso de suas práticas, sem a presença de atores estatais corruptos em suas engrenagens. A Operação Lava-Jato, as prisões de políticos importantes e o recuo do STF em relação ao presidente do Senado são dados empíricos que demonstram que o crime está na base de nossa República. O republicanismo é um valor fundamental para o funcionamento estável e liso das instituições de uma democracia consolidada. Quando o sociólogo Michel Misse define o conceito de “mercadorias políticas” como um dispositivo no qual o poder político só é exercido com trocas entre atores estatais e criminosos, isso nos serve como aparato teórico-social para a análise política do poder no Brasil. A Operação Lava-Jato revelou a relação espúria entre políticos e grandes empresários. Suas peças e engrenagens e